25/05/2024

Lauro de Freitas Informa

Notícias de Lauro de Freitas

Governo participa da Expo Favela Innovation Bahia, com apresentação de oportunidades para empreendedores baianos

3 min read

 

Um espaço para mentoria e relacionamento com investidores, a primeira edição da Expo Favela Innovation Bahia, que acontece esta sexta-feira (22) e sábado (23), em Lauro de Freitas, reúne 100 startups e empreendedores baianos com interesse em ampliar seus negócios e cerca de cinco mil pessoas. O evento, apoiado pelo Governo da Bahia, contou com a presença do governador Jerônimo Rodrigues, que esteve na abertura, ao lado do vice-governador Geraldo Júnior e de secretários de estado.

 

Durante a visita, Jerônimo destacou o potencial criativo para negócios dentro das comunidades. “A Expo Favela é um evento de exposição, de diálogo com o setor comercial, com o setor empresarial, mas também com o setor de governo. É fundamental nós governantes entendermos que existe uma economia viva, de qualidade, criativa e circular dentro da favela, que oferece esse potencial de inteligência para fazer negócios”, ressaltou o governador.

 

Para o empreendedor e dono de startup, Mafra Martins, a expectativa é grande para esses dois dias de feira. “Esperamos nos conectar com esse ecossistema de empreendedorismo de favela e fechar bons negócios. Nós temos algumas soluções que impactam na vida de crianças e adolescentes, através da tecnologia”, explicou Mafra.

 

A Secretaria da Educação (SEC) levou à feira o projeto ‘Escrevivências Estudantes Autores na Favela Literária’, com escritas criativas e trabalhos de estudantes da rede estadual da Bahia. “Este é um momento formativo para os estudantes. No total, trouxemos 574 alunos de 13 escolas para poderem apresentar suas competências como escritores. Uns falam de negritude, outros de periferia, contando sempre suas experiências”, afirmou a titular da pasta, Adélia Pinheiro.

 

Já a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) está com o Serviço de Atendimento ao Empreendedor (SAE) na Expo Favela Innovation Bahia, com serviços de orientação à micro empreendedores individuais (MEI), Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP). A Desenbahia também apresenta aos empreendimentos o CrediBahia – linhas de crédito para pequenas e médias empresas.

 

“Cada dia mais, a secretaria tem se aproximado do Sebrae, porque é uma forma de encontrarmos um ecossistema para micro e pequenas empresas, e trabalhar direcionado para eles”, afirmou Angelo Almeida, titular da SDE. Ele destacou ainda a importância dessa ação transversalizada com o Desembahia. “É oportunidade de crédito subsidiado e barato, para que as empresas tenham acesso aos meios de produção e ao empreendedorismo, e a gente possa chegar a mais pessoas, democratizando o acesso à formalidade”, concluiu.

 

Participam também do estande institucional as secretarias de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), Emprego, Trabalho, Renda e Esporte (Setre) e Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), além de outras pastas. A Secretaria do Turismo recepciona o público com as tradicionais baianas. No estande, uma equipe da pasta apresenta projetos, como ‘Turismo de Base Comunitária’ e os principais destinos do Estado.

 

Os empreendedores e o público participam nos dois dias de outras atividades, como rodadas de negócios, pitches de startups, cursos, shows, sessões de filmes e desfiles. Nesta sexta-feira (22), foram apresentados projetos como a Fábrica Cultural, localizada na Cidade Baixa, e dirigida pela ministra da cultura Margareth Menezes. Também ocorreram diálogos sobre o mercado baiano e apresentações culturais. Uma delas do grupo de dança do Instituto Jovens Periféricos.

 

*Etapa Nacional*

 

A feira de negócios deve selecionar 10 empreendimentos e startups baianas para a Expo Favela Innovation Brasil, que acontece em dezembro em São Paulo. Na ocasião, as marcas vão ter acesso a uma incubadora de negócios, participar de pitches com investidores nacionais e assessoria de fundos maiores como o Fundo de Investimentos da Favela.

 

“Aqui na Bahia está sendo sucesso a Expo Favela. Tivemos 890 empreendimentos com perfil para participar, mas a gente só tinha 50 vagas. Depois, ampliamos para 60 expositores e 10 suplentes. Desses, 10 irão para São Paulo em dezembro”, explicou Márcio Lima, presidente da Cufa Bahia.

 

Repórter Milena Fahel

Deixe seu comentário
Compartilhe