24/04/2024

Lauro de Freitas Informa

Notícias de Lauro de Freitas

Estudantes desenvolvem torneira sinalizadora para pessoas com deficiência visual e auditiva

2 min read

O estudo realizado pela Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) aponta que cerca de 17,3 milhões de brasileiros têm algum tipo de deficiência. De acordo com os dados, uma parcela 3,4% da população brasileira é portadora de deficiência visual e 1,1% de auditiva. Ao observar esses dados e entender algumas dificuldades dessas pessoas, os alunos do Colégio Estadual de Aiquara, sob orientação do professor Joandson Sena, desenvolveram o projeto “Torneira Sinalizadora: redução inteligente do consumo de água para pessoas com deficiência visual e auditiva”.

 

O produto foi elaborado após a realização de algumas pesquisas sobre o assunto. O equipamento conta com um Led, que é usado para emitir uma luz, e um bip sonoro. “Ao ser aberta e fechada, a torneira sinalizadora aciona ambos os alertas. O objetivo é que esses avisos, bip e led, contemplem pessoas com deficiência visual ou auditiva”, destaca Adson Lima.

 

Segundo Ckistopher Santos e Samer Alves, que compõem a equipe orientada por Adson Lima, o intuito do projeto é ajudar essas pessoas a reduzirem o consumo de água, já que, às vezes, a torneira não fica totalmente fechada. Os alertas ajudam a identificar, por exemplo, aqueles pingos que caem quando a torneira está semiaberta. “O nosso grande foco é ajudar a redução do consumo de água nas casas. O equipamento também pode ser utilizado por qualquer pessoa, porque mostra quando o utensílio doméstico não está vedado”, afirma Samer Alves.

 

O projeto, que está em andamento, faz parte do Programa Ciência na Escola, da Secretaria de Educação, com participação na 10ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (Feciba). Para o orientador Joandson Sena, é importante que os estudantes desenvolvam estudos como esse. “Ao incentivar alunos a pensarem em soluções para esse público, estimulamos a empatia, a sensibilidade e o respeito à diversidade. Além disso, incentivamos o desenvolvimento de habilidades como criatividade, pensamento crítico e trabalho em equipe, que são importantes para a formação”, diz.

 

Bahia Faz Ciência

 

A Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e a Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb) estrearam no Dia Nacional da Ciência e do Pesquisador Científico, 8 de julho de 2019, uma série de reportagens sobre como pesquisadores e cientistas baianos desenvolvem trabalhos em ciência, tecnologia e inovação de forma a contribuir com a melhoria de vida da população em temas importantes como saúde, educação, segurança, dentre outros. As matérias são divulgadas semanalmente, sempre às segundas-feiras, para a mídia baiana, e estão disponíveis no site e redes sociais da Secretaria e da Fundação. Se você conhece algum assunto que poderia virar pauta deste projeto, as recomendações podem ser feitas através do e-mail comunicacao.secti@secti.ba.gov.br.

 

Fonte: Ascom/Secti

Deixe seu comentário
Compartilhe