25/05/2024

Lauro de Freitas Informa

Notícias de Lauro de Freitas

Corpo de Bombeiros realiza simulado com explosivos no metrô de Salvador

3 min read

 

Sequestro do metrô, explosões, muita fumaça e feridos. Essa cena poderia ser real, mas é apenas um exercício do Curso de Operações em Emergências com Produtos Perigosos (Coepp), promovido pelo Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA). A atividade, última do curso, com a utilização de artefato explosivo, ocorreu nas dependências da Estação Metrô Aeroporto, em Salvador, na madrugada deste sábado (11). Teve até simulação de passageiros em pânico e uma força tarefa para controlar a situação.

O objetivo desse exercício foi preparar os agentes de segurança pública para atuarem em ocorrências envolvendo bombas ou explosivos, e produtos químicos. De acordo com o coordenador do curso e comandante do 10° Batalhão de Bombeiros Militar (BBM), em Camaçari, tenente-coronel Allan Guanais, os alunos já saem preparados para lidar com emergência envolvendo produtos perigosos: “a busca pelo conhecimento é incessante, eles não vão parar. É oferecida uma quantidade vasta de conhecimento, de forma que eles saem em condições de trabalhar com emergência de produtos perigosos e em várias categorias”.

O tenente-coronel lembra que esta é a 6ª edição da capacitação e já foram especializados 129 profissionais da Bahia e de outros dez estados brasileiros: “desses dez estados, oito não tinham profissionais especializados em emergência com produtos perigosos. Passaram a ter o efetivo capacitado depois de passarem pela formação. Então, a gente considera que hoje o nosso curso é muito importante, não só para o nosso estado, mas para todo o Brasil”.

A turma atual é composta por 17 Bombeiros, sendo 14 da Bahia e três de Pernambuco, Roraima e Rio Grande do Sul. A capacitação durou um mês e, durante esse período, foram realizados 20 simulados, nas mais diversas situações. Os participantes tiveram aulas teóricas e práticas sobre técnicas de gestão de incidentes com bombas e explosivos, aliado às ações de identificação de produtos perigosos, resgate e salvamento de vítimas, ações de descontaminação e gestão de risco.

O tenente Francisco Oliveira, do 4º BBM, de Itabuna, acredita que essa capacitação vai auxiliar o trabalho das forças de segurança: “o simulado vai auxiliar a toda turma a intervir de forma mais assertiva em ocorrências com produtos perigosos. Então, compreender essa ocorrência vai afetar não só a nossa resposta, como também a integração com outras forças. Fomos treinados nos mais diversos cenários. A prática colocada várias vezes à prova, com a correção, visa atingir a perfeição”.

O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da Polícia Militar da Bahia (PMBA), também participou dessa simulação, com ações táticas, desativando artefato explosivo. Foram montadas estruturas de gestão de desastres, descontaminação e intervenção, salvamento e descontaminação de vítimas e contenção de vazamentos de produtos perigosos.

Agentes de Atendimento e Segurança da CCR Metrô Bahia acompanharam a ação e prestaram o apoio necessário durante o exercício. O analista de segurança da CCR, Adenilson Guedes, considera importante a participação em atividades como essa: “é uma oportunidade fundamental para prepararmos os nossos colaboradores para emergências críticas. Então, além de preparar o nosso time em relação a lidar com protocolo de segurança, também é fundamental para aproximar, cada vez mais, a parceria com as forças de segurança, trabalhar de forma integrada. É um trabalho, sem dúvida nenhuma, fundamental”.

Repórter: Anderson Oliveira/GOVBA

Deixe seu comentário
Compartilhe